Liderando e otimizando processos burocráticos em uma fintech

Empresa

  • Bcredi

Período

  • abr 2018 - nov 2018

Atividades

  • Lead Design Team
  • Responsive Design
  • UX/UI Design
Bcredi

Sobre a Bcredi

A Bcredi é a fintech nascida dentro do conglomerado financeiro Barigui e que atua no mercado desde 2009. A empresa foi criada em 2017 e oferece alternativas de empréstimo com garantia e financiamento imobiliário para pessoas físicas e jurídicas.

Oferecendo um processo de contratação de crédito 100% online, a Bcredi atende tanto clientes que querem um empréstimo de valor alto, deixando seu imóvel como garantia do pagamento, quanto clientes que gostariam de adquirir um imóvel através do financiamento imobiliário.

Objetivos e desafios

Entrei para o time da Bcredi em abril de 2018 sendo o único designer alocado da empresa. O cenário atual do produto era de necessidade de renovação e de implementação da etapa de design no desenvolvimento.

Minha principal tarefa era de otimizar a experiência e redesenhar a interface de todo o fluxo de contratação de crédito online feito através do site de maneira responsiva, que na ocasião, continham muitas falhas de usabilidade e de arquitetura, deixando a experiência de uso bastante cansativa.

Algumas telas do fluxo antigo

Questionar para entender

Durante os primeiros dias na Bcredi tentei me aprofundar ao máximo sobre as funcionalidades do produto, o impacto que ele tem sobre o negócio e os como alinhá-lo aos propósitos da empresa. Para isso conversei bastante com a CEO, a Gerente de Marketing e o CTO.

Além disso, mantive sempre o P.O. bem próximo da ideação dos fluxos, já que ele tinha conhecimento exato de como funcionava cada etapa do processo de contratação de crédito online e offline.


Rebranding e o desafio do White Label

Como comentei no início, a Bcredi nasceu dentro conglomerado financeiro Barigui, e por consequência disso, trouxe com ela a mesma identidade visual na marca e nos produtos. E como o processo de redesign dos produtos começou antes do processo de rebranding, todas as interfaces foram desenhadas com cores neutras e seguras.

O lado negativo é que durante todo o processo criativo, o time ficava preso em um limbo de não poder usar as cores antigas e nem saber ao certo quais seriam as cores novas.

Mas o lado positivo é que com isso, tivemos que dedicar um cuidado a mais durante a manutenção de nossa biblioteca de elementos, pois assim que as novas cores da marca fossem definidas, a substituição das cores antigas seria um processo muito mais ágil.

Conclusão

Abaixo o resultado de redesign de algumas das telas do fluxo de Onboarding e de Solicitação de Crédito.

Landing Page: Trocar Dívidas

Nasce um time

Após 2 meses, outros 2 designers entraram na equipe e finalmente tínhamos um time de criativos para suprir a demanda de todas as áreas da empresa. A divisão das demandas ficou sendo: um designer com foco em demandas de marketing e outro com focos em demandas de produtos.

E como ambos não tinham tanta experiência com o ambiente de startups, acabei me posicionando como responsável pelas atividades de gestão, como definir processos, balancear demandas e manter a qualidade das entregas.

Acidentalmente líder

Durante os 8 meses que estive na Bcredi, consegui iniciar e manter uma rotina de feedbacks semanais, de dinâmicas de avaliação de hard e soft skills e de reuniões de one to one com o time, tentando sempre mantê-los inspirados e motivados para que suas tarefas fossem sempre entregues com ótimos resultados. 🤜🤛


O que eu aprendi

Aprendi muita coisa durante o tempo que estive na Bcredi, como entender a importância de dar e receber feedbacks regularmente e como controlar os incêndios sendo o único designer em uma empresa de rápido crescimento.

O que eu faria diferente

Mas sem sombras de dúvida a maior lição que tive na Bcredi foi de que a cultura de UX deve ser transmitida para as outras áreas da maneira mais didática possível, nunca deve-se supor que os outros time da empresa saibam da importância e do impacto de ter uma visão de UX no produto.