UX na maior organização de apoio a empreendedorismo de alto impacto.

Empresa

  • Endeavor Brasil

Período

  • ago 2017 - mai 2018

Atividades

  • Service Design
  • UX Research
  • UX/UI Design
Endeavor Brasil

Sobre a Endeavor Brasil

A Endeavor, organização sem fins lucrativos que se mantém com doações, existe no Brasil desde 2000, quando o empresário Carlos Alberto Sicupira – um dos brasileiros donos da InBev – e a professora americana Linda Rottenberg trouxeram a proposta para o país.

A Endeavor possui três principais braços de atuação. O primeiro é localizar empreendedores de alto impacto, considerados referências na sociedade em seu setor de atuação. O segundo é educar pessoas, para transmitir a filosofia da inovação. O terceiro, se mostra como uma consultoria econômica, uma vez que esse fator é um dos responsáveis pelas oscilações do mercado e afeta diretamente a atividade dos empresários.

O Desafio

Cheguei na Endeavor em 2017 com a missão de refazer completamente o site, principal canal digital da empresa. O site antigo foi construído com base em um tema gratuito do WordPress e possuía várias falhas de usabilidade e performance.

Além disso, o site da Endeavor Brasil, trazia um histórico de mais de 8 mil artigos, cursos, vídeos e ferramentas publicados ao longo de anos de existência, e o site atual não dava liberdade nenhuma para os editores destacarem conteúdos especiais, por exemplo, todo conteúdo era estruturado da mesma maneira.

Site antigo, 2007

O Processo

Estudo de material já existente

A Endeavor já havia contratado de uma empresa terceirizada, uma análise de UX meses antes de eu entrar na equipe, então para não descartar todo esse material, meu primeiro passo foi estudar e me aprofundar nos dados e resultados que essa análise trazia.

Era um material extenso com vários insights de melhorias, mas em resumo, todo o material apontava para as duas principais dores dos usuários: Usabilidade e Visual Design. O site era “difícil e complicado” de navegar e seu visual era “pesado e poluído”

Mapeando o produto

Eu já imaginava que o site era um gigante, afinal, eram mais de 8 mil publicações espalhadas por todos os tipos de página. Além de funcionalidades simples que trazem fluxos completos: Cadastro, Login, Esqueci a Senha, Artigos Favoritos, entre outros.

O passo fundamental então para termos uma visão geral do produto foi definir quais seriam os fluxos essenciais com base no perfil dos usuários e mapeá-los. E o resultado foi o seguinte:

Com o sitemap pronto, o time conseguiu ter uma visão mais ampla do produto e conseguimos assim concluir que a maioria dos fluxos se baseavam em dois tipos de layout: Página Inicial e Página de Conteúdo.

Pesquisa de sites similares

Minha busca de referências foi direcionada para sites que produzem muito conteúdo e que distribuem esse conteúdo de maneira homogênea, seja na sua página inicial, seja nas páginas internas, com artigos relacionados, resultado de busca, etc.

Entrevista com os Stakeholders

Logo após o benchmark, comecei então a fase de conversa com os líderes de áreas dentro da Endeavor que eram diretamente afetados pela performance do site. O objetivo era principalmente validar se o escopo estava bem definido e alinhado entre todos e se o benchmark estava no caminho certo.

Estava! ✌️

Inicialmente conversei com a Product Owner, com o Editor Chefe, com o Gerente de Projetos e com a Gerente Geral. Após isso, e como o ambiente permitia, aproveitei também para expandir a conversa para outros funcionários que trabalhavam diretamente com o site, como editores e responsáveis pelo suporte aos empreendedores.

Durante essas conversas, eu tentava levantar ao máximo feedbacks visuais. A ideia era ir além da visão estratégica de cada área tinha do produto, usando também o bom e velho quadro branco conseguíamos já estruturar como essas funcionalidades poderiam ser criadas.

O objetivo era tentar absorver o máximo de contexto do “mundo ideal” para o produto e transformar essas ideias e conceitos visuais em wireframes, agilizando o processo de ideação.

Ideação de telas

Com esses materiais em mãos, comecei a desenhar versões das principais telas: Páginas Iniciais e Páginas de Conteúdo, fazendo testes internos de validações de funcionalidades ainda durante o processo de ideação.

E esse processo foi se repetindo em todos os outros fluxos e páginas: criando > testando > atualizando durante a criação das telas.

Os testes eram todos feitos no aplicativo MarvelApp com usuários e funcionários internos.

Conclusão

Conseguimos evoluir nos dois principais objetivos iniciais, melhoramos muito a usabilidade do site e também a parte do visual design.

O site está mais clean, responsivo e com uma performance mais rápida.

Além disso, um grande resultado que atingimos foi de melhorar a área de conteúdo. Criamos filtros por Desafios, Formatos, Estágio e Setor, categorias que englobam todos os tipos de conteúdo criados pela Endeavor.

Algumas telas principais do site

Acesse o site para navegar por outras sessões: Endeavor.org.br

O que eu aprendi

Uma das maiores dificuldades enfrentadas nesse projeto foi a falta de comunicação com o time de desenvolvimento, que infelizmente, era executado por uma empresa terceirizada, a qual eu não tinha acesso com a quantidade de tempo necessária para acompanhar as entregas finais.

O que eu faria diferente

Hoje vejo que a qualidade de entrega poderia ter sido muito mais fiel ao projetado caso eu tivesse colocado em prática alguma metodologia de componentização de telas, como por exemplo o Atomic Design, criando assim, especificações para elementos ao invés de especificações para telas.